Sessões de Desconferencia / Sesiones de Desconferencias


#1

/PT/

Oi pessoal. O que acham de desde já dar início as conversas, cada um em sua lingua materna, sobre os assuntos que queremos levar para discutir nas sessões de desconferências do TECNOx 4.0? :thinking: Podemos dar início ao toró de ideias, dar vazão a nossas criatividades, senso crítico, alinhar o entendimento de termos especificos para que nossas conversas fluam mais naturalmente e começar a reunir assuntos intigadores para o debate. Se acharem legal, antecedendo o evento já começamos a conectar estes assunto em temas :slight_smile:

O que acham? Eu me disponibilizo em reunir todos os assuntos aqui expostos para levar no primeiro dia do evento, como um ponto de partida.

Obs.: Os temas dos paineis podem servir de inspiração para pensarmos em assuntos, assim como os assuntos discutidos aqui podem servir de inspiração para as conversas nos paineis. E seguro que deste modo amadurecemos os debates. https://registro.tecnox.org/es/index.php/paineis/

Aguardo ansiosamente por mais pessoas para começar os diálogos, assim quem sabe poderemos ser mais produtivos e ir mais fundo nos debates ao longo dos dias do TECNOx!

Rumo a criação do manifesto Latino Americano e Caribenho para Ciências e Tecnologias Livres! Iháááá! :raised_hands::raised_hands:


/ES/

Hola, gente. ¿Qué creen desde ya dar inicio las conversaciones, cada uno en su lengua materna, sobre los asuntos que queremos llevar a discutir en las sesiones de desconferencia del TECNOx 4.0? :thinking: Podemos dar inicio al toro de ideas, dar salida a nuestras creatividad, sentido crítico, alinear el entendimiento de términos específicos para que nuestras conversaciones fluyan más naturalmente y comenzar a reunir asuntos initadores para el debate. Si te parece legal, antes del evento ya empezamos a conectar estos asuntos en temas :slight_smile:

¿Qué piensan? Yo me dispongo de reunir todos los asuntos aquí expuestos para llevar en el primer día del evento, como un punto de partida.

Obs .: Los temas de los paneles pueden servir de inspiración para pensar en asuntos, así como los asuntos discutidos aquí pueden servir de inspiración para las conversaciones en los paneles. Y seguro que de este modo maduramos los debates. https://registro.tecnox.org/es/index.php/paineis/

Espero ansiosamente por más personas para comenzar los diálogos, así que quizá podremos ser más productivos e ir más profundo en los debates a lo largo de los días del TECNOx!

Hacia la creación del manifiesto Latinoamericano y del Caribe para Ciencias y Tecnologías Libres! Iháááá! :raised_hands::raised_hands:


#3

Os painéis, são compreendidos por momentos dedicado a conversa de especialistas de diversas áreas com os membros da rede TECNOx, doravante entendidos como público do evento. Para além de demonstrarem e descreverem a importância destas áreas para o crescimento do movimento, apontar e registrar os sub-temas que mais devemos aprender para lidar estrategicamente com a organização das ações locais para alcançar um objetivo continental, a ubiquidade das Tecnologias Livres na América Latina e no Caribe, qual deve ser o posicionamento do coletividade frente a outras iniciativas, qual é o consenso em pré-supostos éticos, como iniciativas podem se complementarem, quais as formas de empreender localmente sendo parte integrante da coletividade.

É importante salientar que, embora uma significativa parcela dos painelistas não sejam especialistas em tecnologias livres, o intuito dos painéis é promover uma integração de suas áreas de pesquisa com o contexto das tecnologias livres, compartilhando experiências e conhecimentos com a comunidade TECNOx através de uma conversa e explanações que orientem uma busca por conhecimento em cada tema, com provocações e “cases” que podem ser feitas tanto pelos painelistas quanto pelos participantes.

Painel de Ética e Direitos Humanos

A discussão sobre as potencialidades das livres tecnologias não pode se desenvolver de forma desarticulada às reflexões sobre a responsabilidade de cada indivíduo, tanto no desenvolvimento de aparatos tecnológicos quanto no desenvolvimento humano. Foi pensando nisso que o tema do TECNOx 4.0 foi instaurado: “Ética, Direitos Humanos e Tecnologias Livres”. Entendemos que as tecnologias livres têm um papel fundamental para atingir diversos dos objetivos do desenvolvimento sustentável das Nações Unidas, em especial no que diz respeito aos direitos fundamentalmente universais a qualquer ser humano. Pensar em abertura do conhecimento é pensar em alternativas para que as pessoas construam autonomias e, assim, possamos corromper a lógica reprodutora de desigualdades sociais subjacente ao conhecimento proprietário.

O movimento das tecnologias livres integram uma grande diversidade de pessoas, pois parte do princípio da liberdade do conhecimento. Consideramos os princípios inerentes aos seres humanos muito maiores do que os que nos diferem, e, portanto, entendemos que não há distinção de raça, cor, sexo, língua, religião, opinião política ou de outro tipo, origem social ou nacional ou condição de nascimento ou riqueza. Há apenas pessoas diferentes colaborando livremente com o que acreditam. Buscamos levar os direitos universais de base para a realidade de mais pessoas, como o direito à vida e à liberdade, à liberdade de opinião e de expressão, o direito ao trabalho e à educação etc. No entanto, temos convicção de que, para que isto aconteça, a atitude ética dos membros da coletividade de tecnologias livres devem estar tão desenvolvidas quanto a sua capacidade técnica. Queremos que o TECNOx 4.0 seja um marco nas atitudes e reflexões éticas da comunidade de tecnologias livres, sendo a discussão de ética e direitos humanos um aspecto essencial para atingir seus objetivos. Vamos juntos construir um movimento sem precedentes na América Latina e Caribe?

Palavras-chave: desenvolvimento sustentável, acesso ao conhecimento, bioética, diversidade, cidadania, livre arbítrio, emancipação.

Painel de Inovação e Modelos de Negócios

O avanço silencioso de tecnologias relacionadas com Inteligência Artificial, manipulação genética e blockchain, assim como a disseminação de novas formas de economia e comunicação e o estabelecimento da Industria 4.0, implicam disruptividades irreversíveis em nossa sociedade. Sendo um tema muito discutido na atualidade, inovação é algo que está intrínseco ao desenvolvimento humano desde sempre, mas que até então era uma arte. Hoje sabemos que inovar é tanto uma ciência quanto uma arte. Uma série de ferramentas podem facilitar, acelerar e tornar mais assertivo esse processo. O conjunto dessas ferramentas, em ciclo dinâmico de remodelagem, revisão e teste no mercado, quando aplicado ao desenvolvimento de empresas, se chama de Modelagem de Negócios, que difere dos modelos clássicos e estáticos. Como a modelagem de negócios pode ser aplicada para além de um fator de competição no mercado, mas sim em uma lógica de economias circulares e colaborativas?

Para entendermos melhor como os processos de criação de metodologias que geram soluções inovadoras e de aplicação dentro das empresas se dá, serão discutidos alguns dos fundamentos de desenvolvimento de clientes, oceanos mercadológicos, prototipagem e desenvolvimento ágil em um painel interativo, que conta com a participação de todxs. Nós do TECNOx 4.0 te convidamos. Vamos juntos protagonizar ações transformadoras?

Palavras-chave: inovação de código aberto, economia circular, economia criativa, tecnologias disruptivas, nichos de mercado para Tecnologias Livres, “cases” inspiradores, storytelling, mercados emergentes, Tecnologias Livres na industria, economia colaborativa, Industria 4.0.

Painel de Diversidade e Equidade

A diversidade sexual, étnica e cultural no fazer científico, tecnológico, artístico e empreendedor é o que mais nutre nossa intangível riqueza. Sendo um tema muito discutido na atualidade e intrínseco por natureza ao movimento de tecnologias livres, convidamos todxs a refletir durante diálogos críticos construídos para a valorização de nossa diversidade e o protagonismo de minorias em representatividade política nos mais variados cenários políticos, econômicos e sociais. Dada a invisibilidade histórica das comunidades oprimidas na produção de conhecimento científico e tecnológico, de que maneira o movimento aberto e livre se torna uma ferramenta para combater essa invisibilidade? Do empoderamento de transexuais, feminino, não binário, ao empoderamento negro, indígena, quilombola, de cidadãos de baixa renda, de pessoas com deficiência etc. Em suma, o empoderamento de grupos estratificados socialmente e que não sejam homens brancos sis.

Em um ambiente amigável, respeitoso e acolhedor, convidamos todxs a unir as narrativas críticas da violência e estórias ocultadas para impulsionar nossas ações. Prezamos pela equidade e sabemos que os elos que nos unem são incontestavelmente mais comuns do que os que nos separam, e que nossas ações orgânicas se tornarão coesas, estratégicas e inclusivas na medida que cultivarmos conexões. Mas o que há de diferente no movimento aberto e livre que nos permite acreditar que as mulheres, a diversidade sexual e de gênero, as comunidades indígenas, etc., têm a real possibilidade de serem ouvidas e que a produção de seus conhecimentos se torna visível? Venham refletir e pensar criticamente estas importantes indagações com a gente!

Palavras-chave: empoderamento, pessoas com deficiência, racismo, feminismo, igualdade, equidade, LGBT, tecnologia assistiva, resistência, machismo estrutural, inclusão.

Painel de Educação

A valorização da educação inclusiva, colaborativa e de qualidade, aliada a novos paradigmas da criação, uso e disseminação do conhecimento, tem um inestimável poder de transformação. Este painel discutirá temas transversais aos outros, como à alfabetização tecnológica, educação emancipatória, educação ambiental, valorização da educação dos povos originários da América Latina e do Caribe, educação como meio descolonizador da visão europeia de mundo, educação aberta, recursos educacionais abertos, pedagogia de projetos etc. Como a cultura do conhecimento livre e aberto utilizando pedagogias novas ou já existentes podem proporcionar e promover uma educação vocacionada para a formação de pessoas autônomas e para a construção de uma sociedade igualitária?

A educação conectiva, também chamada de transdisciplinar, que instruí os estudantes a mesclar saberes, fará surgir novas áreas de atuação, novas teorias econômicas, sociais e políticas, assim como novas dinâmicas de interações humanas. Por outro lado, a educação em tecnologias livres imprescindivelmente tem um incrível potencial eficaz de transformação social, econômica, política, e massificação da redução da desigualdade social e melhoria da qualidade do ensino. Quais são os resultados possíveis quando misturarmos estes universos? Venha pensar novas formas de se fazer educação!

Palavras chave: recursos educacionais abertos, sociedade do conhecimento, autonomia, colaboração, inclusão social, diversidade, pedagogia de projetos, interação sociedade-escola, descolonização, alfabetização tecnológica, educação ambiental